Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

Marias
Conheci tantas" Marias",mulheres que iam e que vinham com suas mãos calejadas pela labuta diária e sem trégua.Faziam o fogo,cozinhavam,punham a mesa-quando a tinham-varriam o assoalho,lavavam toda roupa usada,mesmo assim não eram mais que Marias...Sabiam-se ou acreditavam-se sem direitos de decidir sobre suas próprias vidas,E assim prosseguiam sem fazer suas escolhas.Ouviam,acatavam,obedeciam resignadas às determinações do universo masculino.
Tinham sonhos que nunca ousariam realizar.Conformavam-se guardando-os a sete chaves,ou quem sabe,revelassem sob jura de segredo eterno para uma de suas melhores amigas.Tomariam mais uma dose daquele cotidiano previsível,rezariam mais uma novena de Nossa Senhora,quem dera lhes fosse concedida a graça de viver um pouco do que muito sonharam.
Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 06/08/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras