Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

Floresta Agonizante
É só setembro chegar
vejo a mata agonizar
sob o furor das queimadas
lambendo a florada em riso
dos amarelos ipês
que fazem festa
pra vista
aonde se pode alcançar.

Eclipsa-se tudo
a vista
a mata
a vida
o pranto.

Extiguem-se todos
troncos
ramos
insetos
aves
e répteis.

Bichos pequenos
e grandes
sob o olhar do ser homem.


Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 06/04/2016
Alterado em 06/04/2016


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras